08/12/2016

O ANDEBOL VOLTOU A ATACAR.......desta vez...... pratos.
















É VERDADE...OS CRAQUES DO ANDEBOL DO NOSSO BAIRRO, ENCONTRARAM-SE DE NOVO, À MESA DO RESTAURANTE, COMO JÁ VAI SENDO HABITUAL UMA VEZ POR ANO.
 CADA VEZ MAIS CARECAS E BARRIGUDOS(ALGUNS), LÁ VÃO RECORDANDO UMA HISTÓTIA AQUI OUTRA ALI PASSADAS EM BALNEÁRIOS, E DENTRO DO RECINTO DA "VERDADE", ENTRE UMA GARFADA DE BACALHAU, E COMO NÃO PODIA DEIXAR DE SER, TAMBÉM,  DESTA VEZ , UM "GOLE" e não golo DE BOM TINTO !!

´Neste nosso Blogue, já por diversas vezes fizemos referência à importância que teve o Andebol para a nossa Juventude........é bom nunca esquecermos, e sobretudo é importante, informar quem não sabe, que o C.A.R.E. nesta modalidade tem títulos Nacionais quer em Masculinos quer em Femininos. Resumindo...naquele período, as melhores equipas e os melhores jogadores/as de Andebol do país, estavam no Clube Atlético e Recreativo da Encarnação.  Foi parte destes Atletas que esteva presente no passado dia 3, no Restaurante "Cova Funda", no nosso Bairro.
O Tempo tudo muda.....passaram de "os melhores" jogadores para "os melhores" comedores.
 As fotos abaixo representam o momento em que todos jogam sentados, e em vez da bola utilizam garfo e faca !....Para o ano certamente, cá estaremos.









ooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
ooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
oooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo




MAS QUANDO ESTAVA ACABAR DE NOTICIAR ESTE AGRADÁVEL EVENTO, COMO O RELÓGIO NÃO PÁRA, LÍ A SEGUINTE NOTÍCIA:




"Andebol







07-12-2016 16:28

Manuel Manita, ex-selecionador nacional de andebol, morre aos 82 anos









Manuel Manita orientou a seleção portuguesa entre 1985 e 1988.

Manuel Manita
Foto: Guilherme Venâncio / LUSA Manuel Manita morreu esta quarta-feira em Setúbal.



Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt
Manuel Manita, antigo selecionador de andebol de Portugal, entre 1985 e 1988, morreu esta quarta-feira, em Setúbal, aos 82 anos de idade.

O antigo jogador e treinador do Vitória de Setúbal era conhecido pelos seus métodos de treino, característica que levaram a apelidá-lo de mestre. ............................
Além dos setubalenses, o antigo selecionador nacional treinou também o Benfica e Castelo Branco, Encarnação e Lagoa."


Não é habitual neste Blogue fazer-se referências a estes tristes factos, mas devido à conjugação de vários fatores, sobretudo a noticia do Almoço/confraternização acima, é obrigatório fazer aqui uma singela mas justa homenagem ao Sr Manita.
Também contráriamente ao habitual, vou escrever na primeira pessoa, esperando não ser mal interpretado.  
Pessoalmente nunca o conheci. Já não vivia no Bairro , quando o Andebol passou a espalhar o nome do CARE por todo o País. Estou certo que foi a inteligência, o trabalho, a competência, o amor à modalidade e o empenho sério em projetos que o Sr Manita realizou, que deram a projeção desportiva ao Atlético da Encarnação.
O Sr Manuel Manita, "carregou" o Bairro da Encarnação" por todo o País, mostrando o poder de uma juventude.
Hoje essa juventude, são HOMENS, bem formados, amigos da amizade de então...e só têm boas recordações.


Estou convicto que todos os que com ELE trabalharam no C.A.R.E. estão de acordo comigo nesta pequena referência.


EM NOME DE TODA   A JUVENTUDE DO BAIRRO DA ENCARNAÇÃO AQUI VAI O NOSSO SINCERO AGRADECIMENTO SENHOR MANUEL MANITA.




Para recordar aqui vai uma fotografia de uma equipa de campeões sob a orientação de Manuel Manita 






03/11/2016

ALMOÇO/CONVÍVIO DOS ABE...2016




À semelhança do que se passa já há muitos anos....sempre no mês de Outubro, lá esteve a rapaziada grisalha do Bairro da Encarnação num almoço convívio.
De destacar a presença de muitas meninas daquele tempo, agora já com algumas rugas, mas sempre belas.  
Este ano foi no restaurante sediado nas instalações desportivas do Sport Lisboa e Olivais .
Como sempre foi tempo de recordar algumas façanhas dos tempos de escola e bailaricos.
Como não podia deixar de ser, também se trocaram experiências de medicamentos para a artrose, o colesterol , ácido úrico, diabetes  etc etc etc....alguns também falaram num comprimido azul .

Como habitualmente correu tudo muito bem.......e agora ficamos a aguardar pelo próximo.

Para recordar aqui vão algumas fotos, gentilmente cedidas pelo Cunha Rego e pelo António Anjos Ferreira. 










Para que não faltem no próximo encontro, há autocarros para transporte dos mais comodístas.




13/09/2016

PARA RECORDAR !!!




Recebi de um amigo, este video que nos faz regressar, aos nossos tempos de menino/a.
Achei curioso esta apresentação, que junta, em movimento, diversas brincadeiras que hoje é muito raro observar-se !


                                                 Em contrapartida .................nos dias de hoje



Mas nós já fomos assim


Hoje somos assim.....


Afinal, nós mudámos muito.........e as brincadeiras também
HHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH.

Em tempo:  Por achar que este comentário feito pelo Hipólito, tem uma riqueza histórica fantástica, decidi incluir no texto principal.
ABAFADOR,CONTRA MUNDO,PAPA E ESTRELA.
PIÃO,MONA,DESCASCA,PEDRA FRIA,RODA BOTA FORA E PAU BUCHO.
QUINTA DO CAMELO POR NÃO TER SELO,FUNDO DA ALGIBEIRA POR NÃO TER COLEIRA.
CARRO DE ESFERAS,ARCO E GANCHETA.
ESTES FORAM OS PRIMEIROS NOMES TÉCNICOS,QUE APRENDEMOS NA ESCOLA DA VIDA.ESTAS FORAM AS FERRAMENTAS USADAS PARA DEMONSTRAR O NOSSO VALOR,PERANTE OS IGUAIS.
HOJE,USAMOS OS MESMOS NOMES TÉCNICOS,COM SIGNIFICADOS DIFERENTES.
MONA (CABEÇA),DESCASCA ( NA IDADE),PEDRA FRIA (NA MORGUE),RODA BOTA FORA (DO EMPREGO PARA A REFORMA),ETC.
ATÉ PARECE QUE FOI ONTEM.O TEMPO PASSA SEM PIEDADE:
ABRAÇO
HIPÓLITO


03/09/2016

1957 - O ESTALEIRO DO BAIRRO DA ENCARNAÇÃO, E SUAS CONSEQUÊNCIAS !!!


Diz o Povo, e como sempre com razão, "de pequenino se torce o pepino" ou "o caminho faz-se caminhando" .......por terra ou mar. Esta "postagem" é um exemplo de uma fértil imaginação de um pai, que não se cansava de ocupar os filhos, divertindo-os, e divertindo-se............(não havia ATL !!!).  


Todos vós certamente ainda se lembram do dia 16-05-2009 em que divulguei neste nosso blogue, sob o título PRIMEIRA ESCOLA DE NATAÇÃO DO BAIRRO....(pode consultar para se recordar.), o sucesso que teve uma piscina construída pelo pai do João Cláudio, e as "engenhocas" construídas para aprendizagem da arte de nadar !. Entretanto,

Fui surpreendido há dias, com esta foto:






Tentei de imediato saber algo mais,.... pois nem mais nem menos........fiquei a saber que a tal piscina, também em tempos idos (já depois de a marinheirada saber nadar) também foi o "mar de baptismo" de um barco totalmente Nacional, construído nos "estaleiros" da Rua do Poço Coberto.

Foi assim que o João Cláudio, me informou, quando lhe perguntei o que era aquilo: 

"Foi o lançamento à água da dita piscina, de um barco que o meu pai construiu na garagem lá do quintal !


É claro que a bordo estou eu. Acho que tinha 12 anitos.  Deve ter sido o primeiro estaleiro naval da Encarnação !"

Assim foi de facto !

Parece tudo ter sido feito como mandavam as regra........Lançamento à água de um navio, requer pompa.......Relatando :  Hoje pelas x horas foi lançado mais um navio, que certamente enriquecerá a já rica frota Nacional, tendo o referido acto cerimonial contado com a presença, de diversos membros do Governo, e respectivas esposas (ao fundo), as madrinhas à esquerda. Destaca-se ainda a descontração do Engenheiro responsável,, convicto que a engenhoca flutua,, e ainda o confiante Comandante que irá com aquela e/ou  outras naus certamente percorrer mares já por outros navegados .


A partir deste momento tão simples, foi um nunca mais parar de sonhos e realidades concretizadas pelo João Cláudio e o Eduardo, atravessando o Atlântico, ganhando Regatas e mais Regatas.


Para resumir a história destes dois marinheiros, que se lançaram às águas num pequeno e artesanal tanque, vou dar a palavra ao marinheiro mais velho, o João Cláudio:   

   "Mais tarde, construiu este barco onde vou eu ao leme, a minha mãe atrás e o meu irmão à frente. O meu pai estava em terra 

para tirar a foto




O tempo foi passando e o vício ficou entranhado, logo...tinha de ser.......estava escrito.


"Mais tarde, o meu irmão e eu a andar em barcos de vela ligeira, mas maiores.





Em 1984, o meu irmão mandou construir no Barreiro o seu primeiro barco de cruzeiro, o Rinel. Teve-o durante quatro anos.
Em 1988  um Beneteau First classe 8, de fabrico francês.   Com ele ganhámos em 1993 a Volta a Portugal à Vela. Durante os oito anos em que nele andámos, vencemos bastantes regatas.
Em 1996 o meu irmão vendeu o First classe 8  e comprou o Allegro Vivace, um barco de fabrico alemão Dehler DB 1 de 33 pés (10 metros). Durante dois anos vencemos bastantes regatas e troféus, inclusivé um troféu Osborne em Puerto de Santa Maria ( Cádis)











Em 1998, vendeu o anterior e comprou em segunda mão este ( tal como os dois anteriores). É um Dehler 36 CWS (+- 11 metros) de fabrico alemão. É um barco mais cruzeirista mas que até hoje, nestes dezoito anos, nos tem dado inúmeras alegrias, quer em regata, quer em cruzeiro. Já fizemos viagens à Madeira e aos Açores, bem como voltas a Portugal (em 2013 ficámos em terceiro) e viagens anuais ao Algarve.



Em 2000 tivemos a oportunidade de atravessar o Atlântico, a bordo do barco de um amigo nosso.
Aqui a chegada a Salvador da Baía


A viagem foi feita a bordo deste barco."


E foi assim que um pai, sem grandes  sacrifícios, sabendo educar , brincando, soube fabricar, além de barcos, seres humanos exemplares e até hoje ocupados nos seus tempos livres, com uma actividade viva, dinâmica, audaz, salutar, cultural e sobretudo expectante ao enfrentar, por vezes o desconhecido.

"De repente, uma figura medonha apareceu: um ser disforme, um gigante, tinha um ar carrancudo, a barba suja e maltrada, os cabelos ásperos/crespos e cheios de terra, a boca escura e os dentes amarelos. .. O Gigante dirige-se aos marinheiros num tom de voz “grave e horrendo”, provocando-lhes grande temor, dizendo:
“Ó povo audacioso que não descansa, como ousas navegar estes mares, que nunca foram cortados por qualquer outro navio? Viestes descobrir os segredos marítimos? Pois desde já vos digo que os que tentaram antes de vós, pagaram com a vida. .......... Os vossos barcos hão-de naufragar e enfrentareis males de toda a espécie. O sofrimento será tal, que será preferível a morte. O primeiro ilustre que passar aqui ficará sepultado. Outros hão-de ver os filhos morrer de fome e eles próprios morrerão também.”
Então, Vasco da Gama, corajosamente, interpela o Gigante perguntando-lhe: “Quem és tu?” Ele começa, então, a relatar a sua história:
“Eu sou o que vós chamais Cabo das Tormentas.  ......................... jamais ousariam desafiar-me. Fui outrora um dos gigantes que guerrearam contra Júpiter, chamava-me Adamastor. ............................................................................................ E também os deuses me castigaram, pois estou rodeado de água, o que significa que Tétis anda sempre à minha volta.
” Terminado o discurso, Adamastor afastou-se, chorando .

Vasco da Gama agradece a Deus por terem chegado até ali e roga-lhe que não permita que se concretizem as profecias do gigante."

E ASSIM SE FEZ..............O João e o
 Eduardo lá vão galgando as ondas enigmáticas e salgadas.




08/07/2016

MAIS UMA ESCOLA ...........MAIS UM GRUPO DE MIÚDOS !!!!!

Enquanto há vida há esperança, Diz o povo  e como sempre com inteira razão  !!!

Pensávamos que as fotos de escola se tinham esgotado, e eis senão quando, no Face
 "Miúdos do Bairro da Encarnação", nos aparece o Leopoldo a postar esta foto da "sua" escola. Escola esta com uma curiosidade......estava localizada por cima da padaria na circular Norte, para onde mais tarde seria a sede do Clube Atlético e Recreativo da Encarnação.  Aqui fica a foto para recordar, acompanhada do texto publicado pelo Leopoldo.






Escola no Bairro da Encarnação por cima da padeiria não me lembro do nome. 1954? na foto estão o Regadas e o Brilhante (os mais altos) e eu (Léo) Morava na rua 21 nº 52 .

30/05/2016

O O.V.N.I. pasou pelo Bairro da Encarnação !!!!




Meus Amigos......no nosso tempo nem sequer sabíamos o que era um O.V.N.I., e hoje, o tal objecto andou pelo Bairro, tal qual espião americano ou russo!!!   Dado o secretismo da operação, não nos foi informado quem comandou a geringonça, mas que está giro está.   Contudo por ter sido o nosso amigo Vitorino, a descobrir o que se passava nos céus do Bairro, aqui vai o agradecimento.






29/03/2016

AFINAL ONDE ESTAVAS NO PASSADO DIA 27 ????

Cada um passa os dias onde bem lhe apetecer, mas apesar disso, o Centro de Recreio Popular, fez um convite.

Foi há 63 anos.....em 1953...já lá vão muitos anos !

Este documento está aqui reproduzido, apenas por registo histórico, nada tem a ver com opções politicas.

Quem foi, seguiu a sua consciência. Quem ficou em casa respeitou a sua consciência.

Mas também para registo histórico, era giro, que alguém dissesse se tinha lá estado muita ou pouca gente.

Eu, sinceramente não me lembro deste acontecimento.....afinal só tinha 8 anitos ! 
Aqui fica o documento


19/03/2016

Os Putos do Pinhão são teimosos !!!!!


Os Putos do Pinhão são teimosos, e ainda bem....só desejamos que se conservem assim por muitos e muitos anos..........só é pena não aparecerem mais.............afinal as turmas de antigamente tinham 40 !!!

Este ano foi o 7º evento.  Na Adega do Norte a 12 de Março de 2016.


O nosso amigo Hipólito, como habitualmente, fez o favor (obrigatório) de enviar a foto do evento conforme está reproduzida acima, acompanhada da identificação dos presentes. 

"Da Esq/Dir.
Américo Palma, Manuel Pinhão,(filho do Prof.Pinhão) Abílio Fernandes, Carlos Novo, Carlos Aleixo Viegas, António Duarte, Manuel Canilho, José Rosado Marques, Alfredo Pereira e Fernando Hipólito.
Em baixo.
Luís Baltazar Ribeiro e Mário Mendonça (ausentaram-se antes de tirar a foto em conjunto). "



Mais ou menos nesta altura do ano , um grupo de malucos pela amizade, reservam um dia para confraternizar. Cada um faz uma homenagem aos outros, e mesmo sem se aperceber, simultaneamente, está a agradecer a todos os outros terem sido seus companheiros diariamente e durante 4 longos anos, que foram os 4 anos mais importantes de toda a sua vida, estou certo.




Hoje  têm praticamente 70 anos.......já se passaram quase 63 anos......
63 anos...quem diria  !!!  não tínhamos sacos de plástico,  o "pitrolino" vinha de carroça percorrer o bairro, a vender azeite, petróleo, etc etc.......Os leiteiros vinham à porta, a mãe do Amaral vendia as deliciosas bolas de Berlim, e as nossas mães, ao fim da tarde mandavam-nos à padaria para ir buscar o peixinho assado.

Muitas malandrices estes idosos fizerem  no tempo em que eram crianças e "tiraram" as fotografias que se seguem, e  eram tantas e tão censuráveis, que não se atrevem a contar seja o que for.......é uma máfia dos anos 54/58 .  Cuidado com eles  !!!  
(felizmente eu sou de 51).

 Pedi a vários para contar histórias, e a resposta foi um  sorriso, com o rosto avermelhado.


MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM

e agora para uma provocação aos alunos do Prof Pinhão de 54 a 58.
Vocês que se nunca se esquecem de ir aos almoços, eu e os demais leitores , gostaríamos de saber se ainda se lembram dos vossos companheiros, que por motivos diversos, não estiveram presentes !!!!   Vá agora valentões da terceira idade....digam lá quem são os miúdos das fotos que se seguem.    




Adicionar legenda

11/01/2016

O CAFÉ CENTRAL




(o candeeiro e o telhado estão tortos....será que já queriam dizer algo??)
A última "postagem" no Blogue, foi uma referência a uma factura/recibo da Tendinha Preciosa, graças ao envio por parte do Zé Cruz,   
Todos nós lastimamos, que o comércio tradicional do Bairro e sobretudo o comércio do nosso tempo, tenha vindo a desaparecer.
Como sabemos......... 

A Tendinha da Preciosa fechou, mas outros tiveram semelhante sorte, pois que ;

O Lopes barbeiro, acabou
A Rosa do lugar já não existe
O Manel Galego já não faz carapaus fritos para acompanhar o copito de vinho
O Quim e o Zé do Talho, já não têm nem bifes nem dobrada
O Campanha deixou de fazer os pirolitos
A Mercearia da Jaquina foi-se, e com ela as postas de bacalhau demolhado
A Cabeleireira D Berta não faz caracóis
A Capelista Namorado já não vende elásticos nem colchetes
A Maria Luísa já não vende  panos de cozinha nem atoalhados nem tecido para fazer as batas para a escola, nem tão pouco livros escolares penas e ardósias.
O Paulo Sapateiro, já não põe remendos nas solas dos sapatos
O Préguinhos, já não prega as cardas nas botas
O João sapateiro já não coloca solas de pneu
O Xico da estância já não vende  lixívia nem cal nem ocre
O França barbeiro já não vai a casa nem está no jardim
A Casa Silva já não vende camisas gravatas, malhas e artigos finos.
Etc etc etc
O Atletico, e o CRP..finaram-se porque se .fundiram
A Esquadra da Polícia desapareceu
A C R G E (representante) foi-se
O Telheiro, foi comido pelo cavalo


 Com este rol de "coisas" que deixaram de existir no nosso bairro......é caso para reflectir sobre duas questões;

Primeiro : Afinal havia muita actividade no nosso tempo !
Segundo : O que resta de tudo isto são as nossas recordações  de juventude e a nossa eterna amizade


Apesar de tudo, ainda existem, Instituições que vão resistindo aos ventos da história, como são os casos que abaixo se relaciona:

A Padaria ainda faz pão, mas já não assa pargos !!
O Café Modesto, continua modesto, mas nós já não estamos lá.
A Drogaria Aeroporto, já não é  Aeroporto.
O Café Estrela,( antes Leitaria Pavoeiro) já não é do Amoke.
A Farmácia do Ascenso, já não é do Ascenso.
O Posto médico, mudou de sitio e de nome.


Quem não conseguiu resistir foi o  Café Central,antigo Café Timor, fechado durante muitos anos e que o saudoso Campos, que muito menino veio de longe para o Estrela, e acabou por ficar para sempre no Bairro,teve a coragem de o reabrir e mais tarde delegando nos seus filhos a condução do negócio, que por razões que só eles sabem cessou neste inicio de 2016.
Tenho pena que assim seja, porque se perde mais uma referência importante da juventude de todos nós. Quantas histórias não haverá para contar passadas neste local ?

Fiquei muito surpreendido quando tive conhecimento de tal facto.
Fui lá para ver.....está tudo a papel de jornal.... Enviei mensagem para o Miguel Campos, para nos fazer um pouco de "história" do Central.  Até agora não recebi resposta. Se ela vier publicarei. Até lá e para sempre ficará o nosso agradecimento à família Campos, por ter contribuído durante muitos anos para o ADN da juventude do Bairro. 

Nota: Peço desculpa por algumas omissões de outros estabelecimentos eventualmente também emblemáticos existentes no Bairro.